Saiba como os deputados de Maringá votaram na denúncia contra Temer

A Câmara dos Deputados rejeitou nesta quarta-feira (25), por 251 votos a 233 (com duas abstenções e 25 ausentes), enviar ao Supremo Tribunal Federal (STF) a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

Entre os deputados, os maringaenses Edmar Arruda (PSD), Luiz Nishimori (PR) e Ênio Verri (PT) marcaram presença na votação. Arruda e Nishimori votaram pelo arquivamento da denuncia. Verri votou pela investigação.

Veja logo abaixo como se posicionou cada um dos 30 deputados federais da bancada do Paraná na votação.

VOTARAM “SIM” AO ARQUIVAMENTO DA DENÚNCIA

Alex Canziani (PTB), Alfredo Kaefer (PSL), Dilceu Sperafico (PP), Edmar Arruda (PSD), Evandro Roman (PSD), Giacobo (PR), Hermes Parcianello (PMDB), João Arruda (PMDB), Luiz Carlos Hauly (PSDB), Luiz Nishimori (PR), Nelson Meurer (PP), Nelson Padovani (PSDB), Osmar Bertoldi (DEM), Osmar Serraglio (PMDB), Reinhold Stephanes (PSD), Sérgio Souza (PMDB), Takayama (PSC) e Toninho Wandscheer (Pros).

VOTARAM “NÃO” AO ARQUIVAMENTO DA DENÚNCIA

Aliel Machado (Rede), Assis do Couto (PDT), Christiane Yared (PR), Diego Garcia (PHS), Ênio Verri (PT), Francischini (SD), Leandre (PV), Leopoldo Meyer (PSB), Luciano Ducci (PSB), Rubens Bueno (PPS), Sandro Alex (PSD) e Zeca Dirceu (PT).